Os motivos pelos quais as mães não devem ignorar o seu desenvolvimento pessoal, para aprender a cuidar dos filhos

Se alguma mãe já conseguiu o que você deseja, você só deve seguir os passos daquele mãe e acreditar que irá ter os mesmos resultados.

Vezes sem conta vejo mães agarradas a modelos tradicionais de educação aos filhos! Entram em estratégias de superioridade, impõe regras sem consultar as opiniões dos filhos, de forma muito inconsciente subornam os filhos, e sempre com a melhor das intenções.

Uma coisa que quero que saiba é que você tem a melhor das intenções como mãe. Não quero que pense que tudo o que faz está mal.

melhorar-o-desenvolvimento-pessoal-pais-e-filhos

Aquilo que quero recomendar são algumas forma diferentes de atuar e deixar de lado algumas crenças e convicções que vêm de gerações passadas.

Afinal a questão de hoje prende-se com a parentalidade consciente e é disso que vamos falar e de que forma os pais podem fazê-lo de uma forma mais ecológica.

Porque o facto de querermos que os nossos filhos sejam perfeitos pode estar a prejudicá-los

A forma como não aceitamos aquilo que os nossos filhos fazem, verifica-se em várias situações. Imaginem por exemplo quando eles choram, quando nos são desobedientes, quando ficam hiperativos e nós queremos descansar, as birras quando vamos às compras, enfim.

Quem nunca assistiu na própria pele a alguma destas situações com os filhos?

E onde é que entra a aceitação.

Pois bem temos de partir de uma ponto bastante interessante. O ponto em que eu todos manifestamos no mesmo momento necessidades diferentes. Já imaginou queremos fazer a mesma coisa que os nossos filhos? É óbvio que isso não gera conflito, mas imagine quando as duas pessoas querem fazer coisas diferentes…

Pois bem é aqui que as coisas se (des)complicam..mas vimos investigar melhor.

Tanto eu, como você e os nossos filhos produzimos determinados comportamentos, a fim de satisfazer determinadas necessidades. E que no caso que estamos a tratar hoje elas podem ser diferentes.

compreender-as-necessidades-dos-filhos

É aqui que começa a aceitação! Ter em mente que a criança ou os pais têm uma necessidade para satisfazer determinada necessidade, e que para alguma das partes pode não estar a ser ecológico continuar com o comportamento presente. Ter presente que é uma necessidade que precisa ser satisfeita é o primeiro passo.

Outra das coisas que normalmente acontece é a questão da superioridade que manifestamos perante os nossos filhos.

Quero alertar que esta é normalmente uma forma muito simples de provocar afastamento em relação aos nossos filhos e deixar de acompanhar o seu crescimento em relação a algumas áreas específicas.

Uma das prioridades dos pais, deve ser promover um vínculo forte com os seus filhos e para que isso acontece, temos de valorizar e tentar compreender as necessidades dos nossos filhos. Desta forma se não está o vínculo necessário, nenhuma das recomendações surtirá efeito.

Uma das dicas que costumo dar a muitos pais é a noção de IGUAL VALOR. Deixe-me explicar melhor…

Ter uma perspectiva de igual valor e achar que você e os seus filhos estão em pé de igualdade, em vários campos. Nomeadamente nas decisões de hora de estudo, alimentação em casa, local de férias. Isto é um comportamento que promove à criança uma certa autonomia e confiança.

perspectiva-igual-valor

Não quero dizer com isto que você deve concordar com tudo o que o seu filho faz e que não deve impor regras. É óbvio que deve impor! Mas lembre-se de colocar alguns limites, com o foco na relação entre ambos, mostrando os benefícios e malefícios de determinado comportamento e deixando que haja um envolvimento dos filhos nas decisões.

Acredito por isso que promovemos comportamentos mais conscientes e autónomos e que certamente serão transportados para outros contextos.

Acredito que mudar a relação com os filhos pode ser uma forma de mudar a forma como também se relaciona consigo próprio, e aumentar a tomada de consciência do seu comportamento. Para isso sugiro continuar a investir no seu desenvolvimento pessoal e decidir fazer um curso de parentalidade consciência e aprender como mudar de vida radicalmente em pouco tempo. Acredito que pode ser um desafio interessante.